terça-feira, 28 de dezembro de 2021

PhotoGraphein, PET PPC e ARTƎECOS realizam o I Colóquio de Fotografia e Produção Cultural

I Colóquio de Fotografia e Produção Cultural

No último dia 14 de dezembro, aconteceu o primeiro Colóquio de Fotografia e Produção Cultural. O evento fechado reuniu o Photographein - Núcleo de Pesquisa em Fotografia e Educação (UFPel), o grupo PET Produção e Política Cultural (UNIPAMPA) e o ARTƎECOS - Núcleo de Estudos e Práticas Artísticas Ecosóficas (UFPel/FURG). 

Os pesquisadores Cláudia Brandão (PhotoGraphein), Dhara Carrara (PhotoGraphein), Raquel Amaral (ARTEECOS),
Sandro Mendes (PET PPC), Ítalo Franco (PhotoGraphein), Wesley Blanke (PhotoGraphein),
Gustavo Reginato (PhotoGraphein) e Cláudio Azevedo (PhotoGraphein e ARTEECOS)

O encontro virtual contou com um dia inteiro de apresentações dos integrantes dos três grupos, divididas em 4 mesas. Os temas das pesquisas e relatos de atividades giram em torno da arte e da prática fotográfica. O I Colóquio de Fotografia e Produção Cultural teve como objetivo unir os grupos e realizar uma intersecção entre as pesquisas dos integrantes.

Os artigos desenvolvidos para o evento futuramente serão reunidos em um livro.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

PhotoGraphein no livro "Instantes Revelados da Fotografia ao Esporte" da RIA Editorial (Aveiro, Portugal)

Livro "Instantes Revelados da Fotografia ao Esporte" (RIA Editorial, 2021)


Já está disponível o livro "Instantes Revelados da Fotografia ao Esporte", obra que reúne textos de 11 países apresentados no 4º Congresso Internacional Media Ecology and Image Studies – MEISTUDIES, que teve como tema “Desafios e reflexões sobre o ecossistema midiático pós pandemia”. Entre as obras textuais reunidas no livro, está o artigo "Acenos de narrativas fotográficas para tempos pós-pandêmicos", escrito por Cláudia Mariza Mattos Brandão e Wesley Padilha Blanke, pesquisadores do PhotoGraphein

O texto, presente nas páginas 109 a 133 do livro, apresenta os resultados de uma investigação sobre os núcleos simbólicos pregnantes presentes em imagens compartilhadas nos stories do Instagram durante a pandemia e o que eles comunicam acerca do imaginário pessoal e social, num recorte de tempo específico, e que fornecem indícios sobre a vida em sociedade após a pandemia. Com relação ao comportamento dos perfis investigados foi possível identificar a ocorrência do que estamos denominando de “verborragia imagética”, um excesso de imagens publicadas, comprometendo a eficácia comunicativa de ideias e sentimentos, além de um marcante comportamento hedonista que poderá ser uma característica da vida em sociedade num futuro próximo.

"Instantes Revelados da Fotografia ao Esporte", da RIA Editorial (Aveiro, Portugal), está disponível gratuitamente no link a seguir: http://www.riaeditorial.com/index.php/instantes-revelados-da-fotografia-ao-esporte/

sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

“Compartilhando experiências estéticas, reforçando afetos e concretizando aprendizagens”: assista à defesa de mestrado da pesquisadora Berenice Knuth Bailfus

“Compartilhando experiências estéticas, reforçando afetos e concretizando aprendizagens:
Potencialidades das Artes Visuais impulsionando cuidados com a vida”


Na última sexta-feira (26/11) às 09h, foi realizado via web conferência, a banca de defesa do mestrado da pesquisadora Berenice Knuth Bailfus, com a pesquisa intitulada “Compartilhando experiências estéticas, reforçando afetos e concretizando aprendizagens: Potencialidades das Artes Visuais impulsionando cuidados com a vida”, orientado pela Profª. Drª. Cláudia Mariza Mattos Brandão.

A pesquisa surgiu enquanto possibilidade de refletir as ações contemporâneas por intermédio das Artes Visuais, pensando principalmente o déficit de natureza, a pandemia do covid-19 e o viés potente da Educação, tanto em Artes Visuais, bem como na Educação Ambiental pelas práticas poéticas, que envolvem memória e ação.

Além disso, o estudo também se aprofundou nas qualidades das oficinas propostas e realizadas pelo grupo de extensão intitulado “Mini Jardim”, levando em conta além do conhecimento de cerâmica, botânica, as trocas estabelecidas de afeto.

Nesse sentido, a pesquisa também abordou os processos autoformativos e autopoiéticos (LOUV, 2014; GUATTARI, 2011; HAN, 2016; MATURANA, 1997 e; JOSSO, 2004) e as problemáticas ambientais contemporâneas (HUNDERTWASSER, 2003  e; BACHELARD, 1993).

A pesquisa é qualitativa e apresenta uma metodologia baseada no memorial descritivo e autoformação da autora e, além de contar com entrevistas semiestruturadas realizadas com membros do Projeto Minijardim e com a coordenadora do Jardim de Infância Guayí Mirim da cidade de Pelotas, assim como, por meio da sua prática artística procurar dar visibilidade às questões relacionadas ao meio ambiente. 

Esta pesquisa contou com bolsa parcial financiada pela CAPES/CNPq.

Assista à apresentação na íntegra: 

“Meu Corpo, Minha Arte: (Des) Construção de Imaginários através da Poética”: assista à defesa de mestrado da pesquisadora Dhara Fernanda Nunes Carrara

“Meu Corpo, Minha Arte: (Des) Construção de Imaginários através da Poética”


No último dia 25/11 (quinta-feira) ocorreu via Zoom às 14h, a banca de defesa de mestrado de Dhara Fernanda Nunes Carrara com a dissertação intitulada “Meu Corpo, Minha Arte: (Des) Construção de Imaginários através da Poética”. Sob orientação da professora Drª. Cláudia Mariza Mattos Brandão, a escrita da dissertação partiu da necessidade pessoal da pesquisadora de focar no seu corpo como produção artística, norteada por um viés ativista, assim como aprofundar na potência das produções artísticas enquanto proposições de relações ético-estéticas pela experiência da arte (DEWEY, 2010) e possíveis meios de desconstrução do imaginário. 

Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, com cunho poético autobiográfico, norteada pelos princípios de formação de si e o processo formativo (JOSSO, 1991; 2004; 2007) e das teorias do Imaginário (DURAND, 1993; 1997; 2001; MAFFESOLI, 2008; SILVA, 2006), dentro do contexto ecosófico (GUATTARI, 2011) e enquanto ações micropolíticas (GUATTARI e ROLNIK, 1996) que norteiam temas identitários através do corpo e suas noções (SANT’ANNA, 2005; WOLF, 2018).

A pesquisa tem como questão norteadora: Quais as contribuições da Arte Contemporânea para o reconhecimento e aceitação dos corpos e das identidades?

Assim, objetiva-se estimular reflexões a partir da produção poética artivista da pesquisadora, a qual envolve representações do corpo e a apresentação de outros corpos, igualmente excluídos dos padrões sociais vigentes, encaminhando a construção de novos imaginários, inclusivos, admitindo a pluralidade dos diferentes corpos, identidades e culturas contemporâneas.

Esta pesquisa obteve bolsa parcial das Ações Estratégicas da PRPPGI/UFPel.

Assista à apresentação na íntegra:

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Visite a exposição virtual "Arte & Natureza: Poéticas e Pedagogias da Mãe Natureza"

Arte & Natureza: Poéticas e Pedagogias da Mãe Terra

Ontem (01), aconteceu a abertura da exposição virtual Arte & Natureza: Poéticas e Pedagogias da Mãe Terra, que reúne artistas de diversas regiões do Brasil e de outros países. Entre eles, estão os pesquisadores e líderes do PhotoGraphein Cláudia Mariza Mattos Brandão e Cláudio Azevedo.

Na exposição, os artistas compartilham suas práticas e processos artísticos, muitos comunitários-coletivos, outros pessoais-individuais, do poético ao [e] crítico buscam elaborar tensões e conciliações com a natureza, sendo possível acompanhar como o contexto macro (global) está conectado às experiências subjetivas dos artistas em suas micro realidades (local).

Lista dos artistas expositores


Visite a exposição: https://www.artsteps.com/embed/611c5e7e2cf3ffea7d45b32/560/315 ou acesse o QR Code presente na imagem.


No dia 10 de dezembro acontece uma conversa entre artistas.

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Assista aos encontros do Curso de Formação Continuada: Tessituras Identitárias em Latinoamérica

Curso de Formação Continuada: Tessituras Identitárias em Latinoamérica

Do dia 18 de outubro a 11 de novembro, aconteceu o Curso de Formação Continuada: Tessituras Identitárias em Latinoamérica. Ao todo, foram 7 encontros através da plataforma Zoom, com atividades assíncronas em ambiente do Google Classroom. 

As aulas foram ministradas por acadêmicas/os do curso Artes Visuais – Licenciatura, do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas, integrando as ações do projeto de extensão ARTEIROS DO COTIDIANO [https://wp.ufpel.edu.br/arteirosdocotidiano], coordenado pela professora Cláudia Mariza Brandão. 

Os encontros aconteceram através da plataforma Zoom

Voltado para professoras/es formadas/os ou em formação, o curso teve como objetivo ampliar o olhar crítico e estimular reflexões acerca do imaginário das identidades Latino-Americanas, através de diferentes linguagens artísticas. 

 Abaixo estão os vídeos de cada encontro:

 

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

PhotoGraphein participa do 4º Congresso Internacional Media Ecology and Image Studies

4º Congresso Internacional Media Ecology and Image Studies - Reflexões
Sobre o Ecossistema Midiático Pós Pandemia

Entre os dias 1 e 30 de novembro de 2021, acontece o 4º Congresso Internacional Media Ecology and Image Studies - Reflexões Sobre o Ecossistema Midiático Pós Pandemia, em formato remoto, e o PhotoGraphein está marcando presença. Participando da Mesa 3: Fotografia e Narrativas Imagéticas, Cláudia Mariza Mattos Brandão e Wesley Padilha Blanke, pesquisadores do grupo, apresentam o estudo Acenos de Narrativas Fotográficas para Tempos Pós-Pandêmicos.

O trabalho apresenta os resultados de uma investigação sobre os núcleos simbólicos pregnantes presentes em imagens compartilhadas nos stories do Instagram durante a pandemia e o que eles comunicam acerca do imaginário pessoal e social, num recorte de tempo específico, e que fornecem indícios sobre a vida em sociedade após a pandemia. Com relação ao comportamento dos perfis investigados foi possível identificar a ocorrência do que estamos denominando de “verborragia imagética”, um excesso de imagens publicadas, comprometendo a eficácia comunicativa de ideias e sentimentos, além de um marcante comportamento hedonista que poderá ser uma característica da vida em sociedade num futuro próximo.

O artigo completo está disponível aqui e a apresentação oral encontra-se abaixo: